Evolução da pecuária nos últimos anos.

O que vem mudando na gestão pecuária.

Junto da globalização e dos avanços tecnológicos o ambiente de negócios teve que evoluir, pois para fazer com que a empresa se mantenha em destaque neste mercado tão competitivo, é necessário estar sempre atualizado e buscar novas formas de gerenciamento que se adequem às necessidades atuais. Você já ouviu falar em big data, cloud computing, smartphones, tablet, internet, Softwares e por aí vai.

Certamente que sim, afinal, hoje já nos acostumamos a ter as informações através de um simples clique, e nada mais natural que as fazendas de pecuária acompanhem este progresso para poder adequar sua gestão a essa nova geração de fazendeiros.

As mudanças chegaram e fazem parte de uma nova “ordem mundial” mesmo que você não goste delas, entenda que isto não vai mudar o fato, que, elas estão em uma constante evolução e redesenhando cada vez mais nossa forma de fazer as coisas.

Há alguns tempo atrás, o pensamento com o uso da tecnologia dentro das fazendas estava muito relacionada à captação dos dados para se conseguir análises e relatórios, porém hoje, a sua aplicação não se restringe apenas a isso. Atualmente os softwares de gestão pecuária e toda tecnologia embarcada neste setor, é usado de forma muito mais ampla em toda a gestão da propriedade.

É uma revolução na forma de se relacionar com funcionários, na forma de manejar os animais, de controlar fluxo de caixa, de monitorar os animais, etc, Tornando a gestão de sua propriedade rural  muito mais eficiente, organizada, produtiva e, principalmente, lucrativa.

vamos conferir algumas destas mudanças que já fazem parte da nossa realidade pecuária.

Balanças Eletrônicas para pesar o rebanho

Balanças eletrônicas irá permitir a automatização da coleta de dados de cada animal, reduzindo significativamente o tempo necessário para a coleta, erros de números de animais e perda de dados. A coleta de dados como o peso do rebanho fica muito mais fácil com o uso de dispositivos eletrônicos.

Brinco e Chip eletrônico  para marcar o rebanho

Dentre os grandes avanços estão os identificadores eletrônicos, que utilizam alta tecnologia para proporcionar maior comodidade e melhores resultados aos criadores. Existem dois tipos diferentes de identificadores eletrônicos: os brincos eletrônicos e os implantes subcutâneos. A escolha do melhor método de identificação envolve a análise do tipo de animal a ser identificado, as características da propriedade e as finalidades do criador.Os brincos eletrônicos, também conhecidos como “chip do boi”, são compostos por duas partes conhecidas como macho e fêmea, que permitem um encaixe perfeito, perfurando a orelha do animal. Esse tipo de identificador é um grande sucesso entre diversos criadores, graças à facilidade de leitura e de recuperação dos brincos após o abate dos animais.Os implantes subcutâneos constituem outra linha de identificadores eletrônicos, sendo indicados para animais de companhia (pets), incluindo eqüinos. Esse tipo de identificação é possível por meio da injeção de um transponder sob o couro do animal. Este transponder subcutâneo é um microchip encapsulado por uma cápsula de bio vidro revestida por uma película de silicone biocompatível que permite adequada identificação sem causar nenhum dano aos animais.

Estações Meteorológicas para pecuária

Uma estação meteorológica é um local onde são recolhidos dados para análise do tempo meteorológico. Encontram-se equipadas com instrumentos de medição e registro das variáveis meteorológicas/climáticas.

Muitas das decisões que o produtor rural deve tomar podem ser afetadas pela variável do clima. Mesmo existindo fontes de informações meteorológicas que fornecem dados gratuitamente, alguns fazendeiros preferem montar sua estação, pois elas trazem informações sobre a região de forma generalizada, o que diminui a precisão. É cada vez mais comum que produtores rurais invistam em suas próprias mini estações meteorológicas. Com o auxílio delas, o produtor pode ter informações muito precisas sobre o microclima em cada um de seus piquetes, e com estas  informações, terá muito mais munição para tomar decisões como irrigar ou não uma pastagem, se é ou não o momento de se aplicar um herbicida ou outro defensivo, por exemplo. Isso pode gerar uma economia bastante significativa para a fazenda resultando em lucratividade.

Colares de rastreamento bovino

Existem atualmente colares que monitoram os sinais vitais do gado. O colar, instalado no pescoço da vaca, a acompanha 24 horas por dia. O aparelho monitora o período em que a vaca está no cio, a ruminação e consegue identificar doenças que só seriam diagnosticadas com a presença do veterinário.

Controle pecuário via Satélites

existem satélites comerciais de monitoramento, que permite que uma fazenda seja fotografada periodicamente. Alguns satélites possuem câmeras avançadas, que permitem a identificação de doenças e plantas daninhas em culturas como soja, milho, trigo e também no pasto.

Estas informações irão ampliar análises de mercado via satélite e ajudar o mercado estimar a produção de carne em cada temporada e servem de suporte para os pecuaristas avançarem no planejamento.

Controle pecuário via Drones

Os drones podem ser utilizados de várias formas em uma fazenda: monitoramento de animais, pastoreio, pulverização em pontos de acesso difícil do pasto e auxiliando no monitoramento da propriedade. Entre outras várias possibilidades.

Software de Gestão de fazendas

Tudo que vimos até agora  é importante, mas e se não for registrado devidamente fica pouco efetivo, pois boa parte da informação é perdida e não é cruzada com mais nada.

Um software de gestão de fazendas, vai te possibilitar a criar registros dos dados coletados em campo, de forma manual ou através de integração direta, na prática o método de coleta vai depender de quanto de dinheiro você está disposto a investir.

Pois no Brasil ainda se cobra um preço muito caro por tecnologia, e por isto o caminho mais barato e rápido de colocar sua fazenda na era tecnológica é o investimento em um software de gestão de fazenda. Um software desta natureza vai auxiliar na organização de todo negócio, pois na maioria dos casos já são acoplados de controle de manejo do rebanho, Financeiro, Estoque entre outros recursos encontrados.

Um software de gestão de fazendas permitir que você, mesmo que não tenha tanto dinheiro para investir nas tecnologias citadas acima, tratar sua fazenda como se fosse uma empresa de qualquer outro segmento, com mais controle e organização.

Adotar softwares de gestão de fazendas, aliado a implantação de boas práticas de gestão, é dar passos importantes para o aumento da lucratividade de sua propriedade.

Os primeiros pecuaristas, fizeram um bom trabalho, marcando gado à ferro, fazendo a gestão da fazenda em cadernos e fichas de anotações. Mas hoje não dá mais para fazer as coisas da maneira que eram feitas antigamente, a dinâmica de tempo já outra, a velocidade da informação é outra, a cobrança é outra! O que você está esperando o escolha o seu software de gestão de fazendas.